domenica 11 gennaio 2009

#para ti

O dia em que foste embora foi o ultimo dia em que escrevi... ainda faz mal, ainda é difícil enfrentar as coisas e mentalizar que vou ter que reagir de qualquer forma. Antes pensava que era tudo para mim, que fazia as coisas para a minha satisfação e para o meu bem estar, mas a vontade de telefonar logo para ti é só a confirmação do facto que tu eras, e para mim continuas a ser, indispensável para mim... nem imaginas como fiquei, como me deixaste... os astros disseram que este para mim é um ano de confirmações, um ano para colher os frutos de todos os esforços e os sacrifícios do ano passado... quando ouvi isso fiquei feliz mas houve um momento em que senti algo, como um travão que parasse a minha felicidade, e foi mesmo o não poder dizer isto a ninguém, ou melhor, não fazer o que fazia contigo... mas decidi que para mentalizar a tua ausência é preciso mentalizar que a tua é só uma ausência física, já que para mim não te foste, mas estas sempre aqui ao meu lado, e é para ti que este ano vou conseguir fazer aquilo que te tinha prometido, e de que tínhamos falado...para ti...

imagem: Chagall