giovedì 10 novembre 2011

#

...Cada vez que oiço aquela língua 
os meus olhos vertem lágrimas de saudades...

Nessun commento: