domenica 12 ottobre 2008

Pensar é encher-se de tristeza

Pensar é encher-se de tristeza
e quando penso
não em ti
mas em tudo
sofro

Dantes eu vivia só
agora vivo rodeada de palavras
que eu cultivo
no meu jardim de penas

Eu sigo-as
e elas seguem-me:
são o exigente cortejo
que me persegue

Em toda a parte
oiço o seu imenso clamor

Ana Hatherly, O pavão negro


illustrazione di Devendra Banhart

Nessun commento: