venerdì 7 marzo 2008

pensamentos...

Não sei quantos pensamentos confundem a minha cabeça...
penso em "quando a porta se abriu e para sempre te vi", foi o que aconteceu e o que tu escreveste naquela caderneta vermelha, numa noite em que tentamos fugir das nossas vidas para estarmos sozinhos mesmo estando no meio das pessoas...
penso em quando o tempo passava rápido e tentávamos não olhar para o relógio, mas a noite chegava e cada um tinha que voltar para o seu lugar...
penso em quantas vezes podia não ter olhado para o telemóvel, para tu não te chateares...e quantas vezes não devia ter atendido...
penso em quando decidimos mudar a paixão pela amizade, mas continuamos a zangar-nos na mesma, pelos ciumes e pelas incompreensões..
penso em quando entrei pela última vez no carro da tua mãe, a nossa despedida e penso em como me senti, era como se ai estivesse alguém a nos separar, e talvez este alguém era eu propria, eu fui-me embora, eu não sabia quando voltar...talvez era eu que estava a estragar tudo..
pensei que a distância podia apagar as coisas, os sentimentos que nos juntam, depois o telefonema, e aquela mensagem...e hoje parece que estas aqui comigo e eu sinto-me aí contigo...
espero voltar cedo, ir aí rápido, assim como tu disseste...porque há coisas que estou tentar esquecer, mas de ti não..de ti não vou me esquecer...não posso...nem quero.

Nessun commento: